Cipó de São João – Pyrostegia venusta

cipo-de-sao-joao-pyrostegia-venusta

Trepadeira sarmentosa, pertence à família Bignoniaceae, nativa do Brasil, perene, semi-lenhosa, vigorosa, de ramagem densa, podendo atingir mais de 6 metros de altura. Folhas sagitadas (em formato de ponta de lança) e formam-se em pequenas ramificações, com duas ou três folhas e gavinhas nas pontas.

Inflorescências numerosas, densas, com flores tubulares longas, na cores amarela e alaranjadas clara ou escuras, formando verdadeiras cascatas. A floracao corre apenas durante algumas semanas do inverno.

cipo-de-sao-joao-pyrostegia-venusta

Em paisagismo é usada em muros, pérgolas, cercas, treliças e caramanchões. É encontrada com muita frequência dispersa em campos, revestindo barrancos e beira de estradas. Pode ser educada como arbusto, devido ao tronco lenhoso e como forração em terrenos com desníveis.

É muito comum ser confundida com a Tecoma capensis, espécie sul africana, da mesma família, cujas flores são quase idênticas.

Trepadeira muito utilizada na decoração das festividades de São João em todo o Brasil, de onde deriva o seu nome popular: Cipó de São João.

Cultivada a pleno sol, não é exigente quanto ao solo, nascendo principalmente em solos arenosos e pobres, desde que bem drenados, com regas esporádicas.

Para uma floração intensa, no inicio da primavera usar farinha esterco de gado bem curtido, enriquecido com farinha de osso.

Recomenda-se fazer podas de contenção e limpeza, removendo galhos secos e doentes.

Muito usada na medicina popular contra várias doenças.

Pode causar problemas caso ingerida pelo gado.

Multiplica-se por sementes e por estacas, que enraízam melhor se cortadas após o florescimento. É considerada planta invasora.

.

cipo-de-sao-joao-pyrostegia-venusta.

cipo-de-sao-joao-pyrostegia-venusta.

.