Hera de canteiro – Glechoma hederacea

Hera de canteiro - Glechoma hederacea

.

Herbácea, pertence à família Lamiaceae, nativa de Portugal, perene, rasteira, com altura até 0,30 cm.

Folhas opostas, arredondadas, com bordas recortadas, de aroma mentolado, na cor verde ou variegata.

As flores são simétricas, em forma de funil, azul ou azul-violeta para lavanda, e crescem nos conjuntos opostos de 2-3 flores nas axilas das folhas da parte superior do tronco ou perto da ponta. Sem importância ornamental. Surgem na primavera.

.

Hera de canteiro - Glechoma hederacea

.

Em paisagismo é usada como forração de jardim e em vasos e jardineiras como planta pendente.

É uma planta rastejante, muito ramificada e compacta, tendendo a crescer mais em largura do que em altura. E adequado para áreas de sombra com alguma úmidade, o que a torna ideal para preencher espaços vazios sob plantas mais altas. Sua atração principal são as folhas, quando plantadas em canteiros formam um lindo tapete verde.

.

Cuidados com a Hera de canteiro

Clima: Temperado, Subtropical, Mediterrâneo. Aprecia climas frios e temperaturas amena.

Deve ser cultivada sob a meia-sombra, em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica, bem drenado e irrigado periodicamente, sua principal exigência é um solo úmido.

Planta rústica não precisa de adubo, mas para garantir folhas mais saudáveis, adubar com NPK 10-10-10, seguindo orientação do fabricante.

Aceita podas, o que estimula novas brotações.

Cultivada para fins medicinais e condimentares.

Multiplica-se por sementes, dividindo hastes enraizadas e por estacas. É muitas vezes considerada uma erva daninha.

.

Hera de canteiro - Glechoma hederacea

.Hera de canteiro - Glechoma hederacea

.

.