Lanterninha Chinesa – Abutilon striatum

Lanterninha Chinesa - Abutilon striatum

.

Arbusto, pertence à família Malvaceae, nativo do Sul do Brasil, perene, semi-lenhoso, com ramos finos, flexíveis e inclinados, de 2-3 metros de altura e muito ornamental.

Folhas simples, com vários recortes profundos, longo pecioladas, membranáceas, glabras, de 6-14 cm de comprimento. Ocorre uma variedade variegata.

Flores solitárias, com pendúnculos longos, pendentes, tem o cálice verde claro e corola de 5 pétalas de disposição espiralada, de cor alaranjada com estrias vermelhas. Surgem na primavera-verão e atraem beija-flores.

Indicada para cultivo em parques e jardins como planta isolada, na arborização urbana em calçadas como arvoreta, também em grupos formando conjuntos esparsos, como cerca viva ou coroando muros.

.

Cuidados com a Lanterninha Chinesa

Clima: Tropical, Subtropical, Equatorial, Mediterrâneo. Aprecia o frio subtropical e tolera geadas fracas.

Em regiões de climas mais frios, a planta prefere sol pleno e em regiões mais quente meia-sombra.

Cultivada a pleno sol ou meia sombra, em solo fértil, rico em matéria orgânica, enriquecido com farinha de osso, bem drenado e mantido úmido.

No início da primavera adubar com esterco de gado ou composto orgânico, enriquecido farinha de osso e no verão, usar adubo mineral NPK 4-14-8.

Requer apenas podas anuais para boa formação e renovação da folhagem.

Multiplica-se facilmente por estacas semi-lenhosas no final do inverno.

.

Lanterninha Chinesa - Abutilon striatum

.

Lanterninha Chinesa - Abutilon striatum

.

Lanterninha Chinesa - Abutilon striatum

.

.