Leiteiro vermelho – Euphorbia cotinifolia

Leiteiro vermelho - Euphorbia cotinifolia

.

Arbusto, pertence à família Euphorbiaceae, nativo da América Central e norte da América do Sul, perene, raízes não agressivas, de 3-6 metros de altura e muito ornamental.

Folhas membranáceas, vermelho escuras que, em invernos mais frios, desaparecem, iniciando brotação esverdeada na primavera seguinte.

Inflorescências em panículas terminais, com flores pequenas, brancas e sem importância ornamental. Surgem no verão.

Usada tanto como planta isolada, como em grupos formando renques para plantios ao longo de cercas e muros, ou visando a formação de conjuntos maciços em amplos espaços em meio à gramados. Pode ser educado tanto no formato de arbusto quanto no formato de arvoreta.

.

Cuidados com o Leiteiro vermelho

Clima: Tropical, Subtropical, Equatorial, Oceânico. Não tolera geadas, sendo mais apropriada para os subtropicos quentes.

Cultivada a pleno sol, em solo fértil, rico em matéria orgânica, drenado e com regas regulares, principalmente no primeiro ano de plantio.

Em locais de clima frio, perde as folhas no inverno. Mas quando rebrotam na primavera, o colorido e ainda mais intenso.

Incorporar uma vez por ano, esterco de gado bem curtido ou NPK 10-10-10.

O Leiteiro vermelho aceita bem as podas.

.

Sobre o Leiteiro vermelho

Os ramos quando cortados, excretam um látex tóxico. que é prejudicial quando em contato com a pele de pessoas sensíveis ou alérgicas, recomenda-se lavar o local afetado imediatamente com bastante água.

.

Propagação

Multiplica-se por estacas de galho de aproximadamente 20 cm e que tenha pelo menos 3 gemas e por mudas espontâneas que germinam próximo a planta mãe, de sementes caídas.

.

Leiteiro vermelho - Euphorbia cotinifolia

.

Leiteiro vermelho - Euphorbia cotinifolia

.

.